Concurso PGE MS 2021 – Vagas para Procurador!

O Edital do Concurso PGE MS 2021 tem a Cebraspe como banca organizadora do certame! Remuneração de R$ 25.292,95.

 

Procuradoria Geral do Estado de Mato Grosso do Sul publicou seu novo edital de concurso público contemplando 06 vagas, além de formação de cadastro de reserva para o cargo de Procurador do Estado. A remuneração inicial é de R$ 25.292,95.

 

Concurso PGE MS 2021

 

Cargos e Vagas do Concurso PGE MS 2021

concurso PGE MS Procurador contempla 06 vagas imediatas além de cadastro de reserva para o cargo de Procurador do Estado. Sendo que:

  • Vagas para Ampla Concorrência: 05 vagas + CR;
  • Vagas reservadas para negros: 01 vaga;
  • Lotação: Mato Grosso do Sul/MS;
  • Jornada de trabalho: a jornada observará o disposto no art. 42 da Lei Complementar Estadual nº 95, de 2001, e a Súmula nº 9, da Comissão Nacional de Advocacia Pública do Conselho Federal da OAB.

A remuneração do cargo de Procurador do Estado do Mato Grosso do Sul é de:

  1. Categoria Inicial: De R$ 25.292.95 a R$ 31.970,06;
  2. 1ª Categoria: de R$ 29.500,43 a R$ 37.288,28;
  3. 2ª Categoria: de R$ 28.025,41 a R$ 35.423,86;
  4. 3ª Categoria: de R$ 26.624,14 a R$ 33.652,66; e
  5. Categoria Especial: de R$ 31.053,10 a R$ 39.434,52.

Inscrições para o Concurso

A Cebraspe está recebendo inscrições para o concurso no período entre os dias 20 de outubro e 11 de novembro de 2021 por meio do endereço eletrônico http://www.cebraspe.org.br/concursos/pge_ms_21_procurador. A taxa de inscrição é de R$ 340,48. 

Será admitida isenção na taxa de inscrição para candidatos que comprove ser doadores de sangue, nos termos da Lei 13.656/2018; e ser considerado de baixa renda, nos termos da Lei 13.656/2018. A solicitação deve ser feita entre os dias 20 a 26 de outubro de 2021.

 

Etapas do Concurso

No último concurso PGE MS Procurador contou com 4 etapas:

  1. Prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  2. Provas escritas (teóricas e práticas), de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  3. Inscrição definitiva, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  4. Prova oral, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da PGE/MS;
  5. Prova de títulos, de caráter classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;
  6. Investigação social e exame de saúde física e mental, de caráter eliminatório, de responsabilidade da PGE/MS

Prova objetiva

A prova objetiva do concurso PGE MS Procurador está prevista para ser realizada no dia 19 de dezembro de 2021.

A prova será composta por 100 questões, de múltipla escolha, com cinco opções (A, B, C, D e E) e uma única resposta correta. Terá duração de 5 horas.

Será eliminado do concurso o candidato que não alcançasse o acerto de no mínimo 50 questões do total da Prova (nota 5,0).

Serão classificados para a etapa seguinte os candidatos não eliminados que também se enquadrem nos requisitos abaixo:

  1. figurassem na listagem geral, dentre os 140 primeiros candidatos, respeitados os empates nesta posição;
  2. figurassem na listagem de candidatos inscritos com deficiência, dentre os20 primeiros candidatos, respeitados os empates nesta posição;
  3. figurassem na listagem de candidatos inscritos como negros, os 40 primeiros candidatos, respeitados os empates nesta posição.

O regulamento do certame prevê, em seu programa, a cobrança de conhecimentos de 11 disciplinas:

  • Direito Constitucional;
  • Direito da Seguridade Social;
  • Direito Administrativo
  • Direito Civil
  • Direito Empresarial;
  • Direito Processual Civil
  • Direito Tributário;
  • Direito Financeiro
  • Direito do Trabalho;
  • Direito Processual do Trabalho;
  • Direito Ambiental.

Prova escrita

As Provas Escritas (teóricas e práticas) constarão de uma prova para cada grupo, compostas de questões formuladas pela Banca Examinadora do Concurso, podendo abranger quesitos objetivos, respostas de caráter discursivo às questões apresentadas, dissertações, questões de tipo misto ou a elaboração de peças processuais ou pareceres.

Os Grupos das Provas Escritas (teóricas e práticas) são os seguintes e serão realizadas na seguinte ordem:

  1. Grupo I: Direito Constitucional e Direito da Seguridade Social;
  2. Grupo II: Direito Administrativo e Direito Ambiental;
  3. Grupo III: Direito Tributário, Direito Financeiro, Direito Civil e Direito Empresarial
  4. Grupo IV: Prova Prática –Direito Processual Civil, Direito do Trabalho e Direito Processual do Trabalho
  5. Grupo V: 1 Parecer e 1 peça processual

Material de uso permitido:

  1. legislação não comentada, não anotada e não comparada;
  2. códigos;
  3. decretos;
  4. resoluções;
  5. instruções normativas;
  6. portarias;
  7. índice remissivo;
  8. regimento interno dos tribunais e conselhos;
  9. leis de introdução dos códigos.

O material de uso permitido poderá conter evidências de utilização anterior, tais como:

  1. trechos destacados por marca texto, sublinhados etc.;
  2. simples remissão a artigos ou a texto de lei (ex.: vide artigo 2º da Lei nº 8.112/1990);
  3. separação de códigos por cores, marcador de página, post-it, clipes ou similares.

Inscrição definitiva

A inscrição definitiva será requerida somente pelos candidatos aprovados nas provas preambular e escritas, mediante preenchimento de requerimento eletrônico dirigido ao Presidente da Comissão Organizadora do Concurso e enviado via upload, no endereço eletrônico http://www.cebraspe.org.br/concursos/pge_ms_21, em período a ser divulgado no edital de convocação para essa fase.

Para o requerimento de inscrição definitiva, o candidato deverá fazer o envio dos seguintes documentos:

  1. cédula de identidade;
  2. diploma de bacharel em Direito, devidamente registrado pelo MEC;
  3. comprovante da prática jurídica profissional de, no mínimo, dois anos;
  4. documento que comprove a quitação de obrigações concernentes ao serviço militar, se do sexo masculino;
  5. título de eleitor e de documento que comprove estar o candidato em dia com as obrigações eleitorais ou certidão negativa da Justiça Eleitoral;
  6. certidão dos distribuidores criminais das Justiças Federal, Estadual ou do Distrito Federal e Militar dos lugares onde haja residido nos últimos cinco anos;
  7. folha de antecedentes da Polícia Federal e da Polícia Civil Estadual ou do Distrito Federal, onde haja residido nos últimos cinco anos;
  8. declaração firmada pelo candidato, com firma reconhecida, da qual conste nunca haver sido indiciado em inquérito policial ou processado criminalmente ou, em caso contrário, notícia específica da ocorrência, acompanhada dos esclarecimentos pertinentes;
  9. atestado de duas autoridades públicas municipais, estaduais ou federais;
  10. dois laudos médicos sobre as condições de saúde do candidato, um clínico e um neurológico, realizados por profissional ou instituição especializados, emitidos nos 30 dias que antecedem a sua apresentação, conforme edital de convocação para a inscrição definitiva.

Prova oral

Respeitados os empates na última colocação, serão convocados para a prova oral os candidatos com inscrição definitiva deferida e classificados até a posição especificada no quadro a seguir, considerando-se a soma das notas obtidas na prova preambular (objetiva) e nas provas escritas.

Candidatos à ampla
concorrência

Candidatos às vagas
reservadas às pessoas
com deficiência

Candidatos às vagas
reservadas para
candidatos negros

Candidatos às vagas
reservadas para
candidatos indígenas

21ª

A prova oral valerá em seu conjunto 10,00 pontos, cada membro da Banca Examinadora da PGE/MS atribuirá ao candidato uma nota de 0 a 10,00 pontos, relativa à matéria por ele examinada, e a nota global da respectiva prova será apurada considerando-se a média alcançada.

A média será obtida a partir da divisão da soma das notas auferidas em cada disciplina de prova aplicada pelo número de disciplinas que tenham composto esta etapa, sem atribuição de peso diferenciado a qualquer delas, usando-se os decimais até centésimos, vedados a aproximação ou o arredondamento.

Será considerado aprovado na prova oral o candidato que obtiver nota global igual ou superior a 5,00 pontos.

Avaliação de Títulos

A nota da Prova de Títulos correspondeu à somatória dos pontos atribuídos a cada título apresentado. Atingido o valor máximo previsto em cada linha constante do quadro abaixo, foram desconsiderados os demais títulos análogos apresentados pelo candidato.

Título

Pontuação Unitária

Pontuação Máxima

Diploma ou certidão de conclusão e aprovação em mestrado ou doutorado em direito, reconhecido pelo MEC.

0,20

0,40

Diploma ou certidão de especialização em curso de direito com carga horária mínima de 360 horas, reconhecido pelo MEC

0,10

0,20

Certidão ou diploma de curso universitário de graduação, de mestrado ou de doutorado em área
diversa da jurídica, reconhecido pelo MEC.

0,10

0,20

Exercício de cargo de Procurador do Estado, em decorrência e aprovação em concurso público.

0,30 por ano completo, sem sobreposição de
tempo.

1,20

Exercício do cargo das carreiras jurídicas da Advocacia Geral da União, Procuradores Municipais, Magistrado, membro do Ministério Público, membro da Defensoria Pública, Delegado de Polícia, em decorrência de
aprovação em concurso público.

0,20
por ano completo
sem sobreposição
de tempo

0,40

Exercício, no mínimo de 12 meses, em decorrência de aprovação em concurso público, de magistério superior
na área jurídica.

0,10 por ano completo, sem sobreposição de
tempo

0,20

Trabalhos jurídicos de autoria exclusiva do candidato, publicados até a data da inscrição definitiva, em revista
jurídica reconhecida que possua Conselho Editorial
com, no mínimo, Qualis B3.

0,10

0,20

Nota final

A nota final de cada candidato será a média aritmética apurada a partir do somatório da nota na prova preambular (objetiva), das notas em cada grupo das provas escritas e da nota na prova oral, as quais serão somadas e divididas por sete, sem atribuição de peso especial a qualquer delas.

Para fins de classificação, a nota geral dos candidatos será a somatória da nota final obtida desta média acrescida da nota da Prova de Títulos.

 

Curso Preparatório para o Concurso PGE MS 2021

Concursos da Procuradoria Geral Estadual são sempre muito concorridos. Acaba sendo inevitável não se preparar adequadamente. Portanto, para quem quiser uma boa colocação neste concurso eu aconselho um Curso Preparatório para Concursos Online, mais especificamente o Gran Cursos Online.

Antes de mais nada, se você não conhece o Gran Cursos, veja esta postagem: Gran Cursos É bom?

 

Resumo do Concurso
  • Concurso: Procuradoria Geral do Estado do Mato Grosso do Sul
  • Data de Inscrição: De 20 de Outubro a 11 de Novembro de 2021
  • Data das Provas: 19 de Dezembro de 2021
  • Escolaridade: Nível Superior
  • Número de Vagas: 06 vagas + Cadastro Reserva
  • Remuneração: R$ 25.292,95
  • Banca Examinadora: Cebraspe

Via Gran Cursos Online

 

Compartilhe

Estudo Certeiro

No Estudo Certeiro você encontra notícias diárias de Concurso Públicos de todo o Brasil. Siga nossas redes sociais para ficar por dentro de tudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 10 =